O Piolhito esteve [a pesquisar guarda-chuvas]

Uma pessoa fica sem o seu guarda-chuva de estimação em junho, por causa do vento, e pensa “só vou gastar dinheiro noutra coisa do género, quando começar a chover”. E choveu. Ao décimo quinto dia do mês de outubro, deste maravilho ano, caíram umas gotas e alguém pensa "é passageiro". Mas ao quinto dia do mês de novembro voltaram a cair mais uns pingos. E quem foi o inteligente-mais-lindo-fofo-e-divertido, que apanhou uma “molha”? Não quero dizer quem foi, apenas posso dizer que foi um conhecido, amigo de um amigo, de uma amiga, de um amigo, de um casal amigo, de um amigo meu. Confuso? Bom, isso agora não interessa nada.  

Mas este drama funcional, e bastante pertinente para o mundo, fez-me acordar para uma realidade que se pensava longínqua e estava convencidíssimo, que era desta, que o verão chegava ao natal. Pois, mas não chegou. Temos pena. Mas como sou uma pessoa cheia de bondade e candura, não tive outra alternativa que não fosse ajudar o “tal” conhecido, amigo de um amigo, de uma amiga, de um amigo, de um casal amigo, de um amigo meu, na compra de um novo guarda-chuva. De tudo o que pesquisei, cheguei à seguinte selecção:


Créditos: Piolhito Nervoso


1. Guarda-chuva transparente “Light in the Box”: Se a Adelaide Ferreira canta, “lá fora a chuva cai”, porque não andar a andar à chuva, a ver a dita a cair, sem ficar molhado? Tipo, faz de conta que é uma clarabóia e tal, e estamos dentro de um edifico de um arquiteto de renome [ver aqui]

2. Guarda-chuva vermelho-escuro da Vogue: Uma opção clássica, mas não tão clássica – o vermelho escuro tem um toque de modernidade e diferença. Uma opção Vogue, que pode ser encontrada no El Corte Inglés [ver aqui]

3. Guarda-chuva “Star Wars”: Wowwwwwww! Opção genial, diferente e irreverente. E para quem é fã da saga, é a cereja no topo do bolo! Além do logótipo oficial, o cabo do chapéu tem luz (nesta opção: laranja)! Não é espectacular? É!!!!!!! [ver aqui] 

4. Guarda-chuva preto: dizem que com um vestido/fato preto ninguém se compromete, e se calhar com um guarda-chuva preto também não. Proposta da Samsonite por 25 euros. Para aqueles que são clássicos, para os que estão de luto, para os discretos e para os poucos audazes [ver aqui]

5. Guarda-chuva em cortiça: no seguimento dos sapatos em cortiça, uma alternativa diferente, moderna e ecológica.  Não é barata, contudo [ver aqui]

6. Guarda-chuva aos quadrados: para quem gosta de ser clássico, mas que ao mesmo tempo quer quebrar a monotonia. Uma proposta de 49,90€ da KNIRPS [ver aqui] 

7. Guarda-chuva KNALLA: uma versão divertida do IKEA (é “do” ou “da”? Fico sempre baralhado) por 5.00€. O cabo é metálico e tem botão para abertura automática [ver aqui]

8. Guarda-chuva com catos: não é espalhafatoso, não é exuberante, não é monótono, é discreto q.b., é preto, tem cabo de madeira, tem botão para abertura automática, custa 5 euros e é a opção mais viável (para já). Dentro dos parâmetros que procuro. Quer dizer, que um conhecido, amigo de um amigo, de uma amiga, de um amigo, de um casal amigo, de um amigo meu, procura, aliás [à venda na Flying Tiger]


Sem comentários:

Enviar um comentário