O Piolhito foi [ao Ostras e Coisas]

Não fui de propósito à magnifica Cidade do Porto, para me enfiar num restaurante de marisco, mas aconteceu. Não só porque tive que fazer uma pausa técnica nas francesinhas (para não enjoar a iguaria), como diz que faz bem comer peixe. E se é para comer peixe fora de casa, que seja marisco, porque pescada cozida com espinafres ninguém merece. Mas isso são contas de outro rosário. Outros queixumes. Outras coisas. Ostras & Coisas, para ser exacto.

Pelo nome do restaurante (para quem não percebeu o trocadilho, chama-se Ostras & Coisas) era de supor que se atacassem as ostras (ao natural, ao vapor, grelhadas com manteiga clarificada e alho, ou em tempura), mas não. Ficou-se pela escolha básica. Pelas "Coisas", portanto. Mas calma, antes de avançarmos por esse trilho, vamos colocar-nos à porta de entrada. Na Rua da Fábrica ou na Rua do Conde de Vizela. 

Créditos: The Fork

O interior é discreto. Fora do meio. Mas não masculino. É clean. Branco e castanho da madeira. Luminoso. É o que é. Ao passar a entrada temos um balcão em pedra, encimado por um "lustre" de copos. Os janelões do piso térreo acompanham uma permeabilidade entre interior e exterior, em linha com a zona onde se encontra inserido. 

Créditos: The Fork

Vamos lá fazer um pequeno corta-mato e falar do que realmente interessa:  

>> Como entrada pedimos o couvert, composto de pão, manteiga e queijo feta [2.00€], um creme de marisco [6.00€] e camarão tigre na grelha com molho picante [22.50€].

Créditos: Piolhito Nervoso

Créditos: Piolhito Nervoso

>> Para protagonista deste encontro, elegeu-se um arroz de marisco [39.00€]. Estava bom, mas não era genial. Confortou o estômago e cumpriu a sua função. 

Créditos: Piolhito Nervoso

>> Finalizando a noite, deliciei-me com um Crème Brulée. E sim, não desiludiu em nada. 

Créditos: Piolhito Nervoso


>> Terei que voltar para provar as ostras. Talvez assim consiga aumentar a minha avaliação, até porque para quem frequenta a Ericeira e Santa Cruz desde pequeno, a comparação fica difícil. 





Ficha técnica: 
Espaço/Ambiente: [meh] [não sei] [dá para o gasto] [bom] [genial] 
Serviço: [chamem a polícia] [ainda têm que aprender] [simpático] [bom] [excelente] 
Qualidade dos produtos: [de fugir] [escapa] [nham nham] [quero mais] [divinal] 
Preço: [€] [€€] [€€€] [€€€€] [€€€€€]
A voltar: [não] [talvez, mas não tão cedo] [a pensar nisso brevemente] [sim] [sim, oh sim] 

Saber mais: 
www.ostrasecoisas.pt


2 comentários:

  1. Como os olhos também comem, a avaliar pelas imagens tudo parece apetitoso. Uma vez provei ostras e detestei.A pessoa que estava comigo ficou indignada, porque, aquilo era supostamente delicioso...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade ahahaha também não sou o maior apreciador de ostras, mas vou dar outra oportunidade às ditas. Também não gosto nada de caviar e começo a ver aqui um padrão :P

      Eliminar