O Piolhito esteve [a pesquisar chinelos]

Resisti até Julho do presente ano (pelos vistos aguentei desde 2015/2016) e sempre nutri um ligeiro ódio, por quem calçava “chinelos de piscina” para ir a todo o lado, excepto para a ir à piscina. Fazia-me imensa confusão toda esta moda, que me provocava memórias de infância de quando usava este tipo de calçado, e sempre combati interiormente esta hipotética solução para os pés. Até quinta-feira passada. E se dúvidas existissem sobre a minha extrema necessidade de obter uns “chinelos de piscina”, o facto de ter esperado horrores de tempo para adquirir o produto – não estava etiquetado, não tinha preço, era o último par e não tinha referência alguma – comprova a minha ânsia a respeito. Enfim. Uma pessoa não pode ir de férias para o sul de Espanha que dá nisto. 

E como não quero ficar sozinho neste drama, resolvi pesquisar sobre os diversos modelos no mercado, para ver se conseguia convencer alguém desse lado. Talvez façamos uma associação sobre o tema, como por exemplo Associação dos Amigos do Chinelo – AAP. 

Deixo ficar aqui então, o que descobri:



1. Chinelos Havaianas: percebemos que o mundo está a mudar, quando esta marca muito conhecida de chinelos de enfiar no dedo, resolve apostar num modelo de “piscina”. Existem diversas cores, umas mais coloridas que outras, outras mais mortas que outras, mas para todas as ocasiões. Desde baptizados, até funerais [ver aqui]

2. Chinelos Zara Menta: adoro a cor aqui. Basicamente é a cor. É espectacular. A cor e pronto [ver aqui] 

3. Chinelos Zara Branco: para os clássicos, temos o branco. Embora goste, acho que com o passar do tempo, esta cor, neste tipo de material, começa a ficar “amarelada” e com um aspecto estranho, portanto para mim não seria a primeira opção [ver aqui]

4. Chinelos Levis June: se a moda o ano passado eram t-shirts brancas da marca, porque é que este ano não podem ser chinelos azuis? Todos em modo "gémeo", como se andassem no colégio Planalto em Telheiras [ver aqui]  

5. Chinelos Prozis Silver & Black: para os mais desportistas, os mais activos, e para todos aqueles que gostam de ser reconhecidos como os durões do ginásio, a Prozis apresenta esta proposta diferenciadora [ver aqui] 

6. Chinelos Karl Lagerfield Kondo: uma opção mais cara, neutra, em preto, com um apontamento de vermelho e branco. Não é uma opção barata, logo só estou a partilhar por piada [ver aqui] 

7. Chinelos Hugo Boss: bom, já que vamos piscinar, que seja com “style”. Gosto das cores e do design. Só não gosto do preço [ver aqui] 

8. Chinelos Adidas Duramo Slide: talvez os mais icónicos no meio disto tudo. Talvez os mais antigos, clássicos ou #whatever. Talvez os únicos na loja e talvez os mais discretos. Não comprei este modelo, mas comprei da mesma “família” [ver aqui]


E desse lado, usam algum chinelo deste tipo? Na casa? Na rua? Na piscina? No ginásio? Digam-me de vossa justiça.


2 comentários: